sexta-feira, 18 de junho de 2010

Até sempre, amigo

José de Sousa Saramago (Azinhaga, Golegã, 16 de Novembro de 1922 - Lanzarote, 18 de Junho de 2010).

"Acho que todos nós devemos repensar o que andamos aqui a fazer. Bom é que nos divirtamos, que vamos à praia, à festa, ao futebol, esta vida são dois dias, quem vier atrás que feche a porta – mas se não nos decidirmos a olhar o mundo gravemente, com olhos severos e avaliadores, o mais certo é termos apenas um dia para viver, o mais certo é deixarmos a porta aberta para um vazio infinito de morte, escuridão e malogro".
in Deste Mundo e do Outro, Ed. Caminho, 7.ª ed., p. 216

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Novo trabalho de Painted Black

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Notícias para breve

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Tortosendo é notícia

É sempre bom mostrar os casos de sucesso e as capacidades das gentes da nossa terra. Parabéns ao amigo Nuno e votos de bom trabalho.

http://www.urbi.ubi.pt/_urbi/pag.php?p=7752

terça-feira, 18 de maio de 2010

Pelos caminhos do Tortosendo, reina o humor

video

Nunca a expressão "Sem comentários" foi tão bem aplicada. É ver para crer

quarta-feira, 5 de maio de 2010

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Cheira a revolução, é um cheiro de liberdade

Todos os tempos têm uma atmosfera muito própria. Um cheiro característico que tornam aqueles períodos únicos. No Tortosendo, nesta nossa terra, vivem-se por estes dias, alguns dos melhores momentos. A semana que separa o 25 de Abril e o 1 de Maio, na vila operária é sempre uma semana especial.
Para o Dia do Trabalhador deixo a promessa de alguns registos fotográficos históricos. Por agora algumas das músicas que marcam sonoridades próprias destas atmosferas.

Verdes Anos:

Coro da Primavera:

Trova do Vento que Passa:

Menina dos olhos tristes:

domingo, 25 de abril de 2010

Como tudo começou

Parabéns a mais uma ano de LIBERDADE

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Portal da Segurança

No âmbito de um processo por tráfico de droga, a GNR da Covilhã deteve, em Tortosendo, um homem, constituiu arguida uma mulher e identificou mais seis suspeitos.
A operação envolveu uma busca domiciliária que permitiu a apreensão de pequenas doses de cocaína e heroína, telemóveis, documentos, cartões de telemóvel e 145 euros.O detido, de 39 anos, será presente a tribunal.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Um espaço deserto que espelha um outro deserto

É uma das mais impressionantes salas de espectáculos da região. Um espaço polivalente, bem desenhado e dimensionado para uma colectividade dinâmica como é o Unidos do Tortosendo. Em Abril de 2000 foram ali empregues – (dizem) – largas dezenas de milhares de euros na sua remodelação. O investimento teve direito a placa comemorativa, como se de uma inauguração se tratasse, a discurso de circunstância e respectivos “comes e bebes”.
Pouco tempo depois, esta sala acabou, mais uma vez, encerrada. A 24 de Abril volta a ser palco de uma das mais belas noites, a da Liberdade. Um episódio que vai enganando, a espaços, a triste sina daquele lugar e de todo um conjunto de "benefícios" que o Tortosendo foi conhecendo nos tempos mais recentes. O tempo vem sempre mostrar a capacidade de trabalho e o alcance dos projectos e ideias dos respectivos autores.

Porque o 25 de Abril é sobretudo isto


Lembrar a comunistas, muitos mais comodistas, socialistas e democratas, que o 25 de Abril é isto, sobretudo isto. Lembram-se???

quinta-feira, 15 de abril de 2010

As nossas memórias

É sempre com tristeza que volto ao tema da identidade. O Tortosendo, a minha terra, tem na sua história um sem número de personalidades que conseguiram vingar nas mais variadas áreas. Desde a Medicina, à Engenharia, das Letras ao Desporto, passando pela Pintura, Música e pelo Teatro. A lista iria alongar-se, com toda a certeza.
Mas a tristeza não advém do facto de termos individualidades que, essas sim, que pelo seu trabalho, saber e perseverança, levaram o nome da nossa terra além fronteiras e o registaram na História. A tristeza surge do facto de na actualidade essas memórias quererem ser apagadas, à força, por um punhado de mentes que não têm a inteligência suficiente para ver que a sua presença é apenas transitória, passageira, efémera. A tristeza cresce quando se palmilham as ruas do Tortosendo e são raros os casos de homenagens às mulheres e homens que, esses sim, pugnaram por esta localidade.
A título de exemplo ficam duas grandes figuras do desporto nacional, filhos do Tortosendo, que alguns querem fazer esquecer à força. Alerta-se também, a quem de direito, para ter um mínimo de sensibilidade e em vez de “baptizar” os arruamentos e afins com nomes que nada dizem, optarem por lembrar e preservar a memória e os feitos dos filhos da terra.

Exemplo:

Francisco Alves Albino nasceu no Tortosendo a 2 de Novembro de 1912 e faleceu em Lisboa a 25 de Agosto de 1993. Jogou 20 anos no Sport Lisboa e Benfica, passando a ser titular da equipa principal entre 1932 e 1945, onde ocupava o lugar de médio. Fez 343 jogos com o símbolo da águia ao peito, e foi também a defender as cores do Benfica que jogou em seis finais da Taça Nacional. Ao longo da sua carreira, na equipa principal, marcou 20 golos. Teve também duas participações nos Campeonatos de Lisboa, em 1932-1933 e 1939-1940 e esteve em dez jogos aos serviço da Selecção Nacional.
O Sport Tortosendo e Benfica, na sua nova sede terá uma sala de honra a este jogador. Valha-nos as instituições da terra, (esta silenciada, mas que dará uma outra história).

Alfredo Craveiro, jogador do Sporting Clube da Covilhã durante várias décadas, acabando mesmo por vir a treinar o maior clube do concelho. Presente na equipa que levou o Covilhã à 1ª Divisão e também à conquista do Campeonato Nacional da 2ª Divisão. Foto e informação retirada dos livros sobre o Sporting da Covilhã, da autoria de João de Jesus Nunes e do blogue http://historiascc.weblusa.org/.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Ainda há esperança


As palavras da deputada brasileira têm reflexo na pátria lusa

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Uma história ingrata

A vila operária tem na história um conjunto de episódios bastante negros. O encerramento das fábricas que outrora faziam desta localidade um dos mais importantes centros económicos da região não veio só provocar uma completa descaracterização social, cultural e até demográfica da freguesia, como provocou, acima de tudo, uma ferida em centenas de pessoas que tinham nestas fábricas o seu ganha-pão. Num tempo em que continuam a encerrar empresas, como é o exemplo da Vesticom, em que a política se reduz a uma mão cheia de nada e outra de coisa nenhuma, olho para uma das mais impressionantes imagens que os tortosendenses já produziram. A foto data de Agosto de 1999 e ilustra um dos muitos plenários dos trabalhadores da Moura e Mattos. A maioria dos rostos, semblantes carregados de uma tristeza acumulada ao longo de anos de árduo trabalho, são de gente conhecida que haveria de passar por um processo de despedimento colectivo. A todos eles, um forte abraço. Nenhum deles encontrou emprego num certo parque, nenhum deles foi ajudado por quem de direito, mas todos conseguiram por si e entre si, fintar as agruras do momento.

E recordar é viver

No início de mais uma Primavera, quando os raios de Sol começavam a despontar mais vigorosamente, também as ideias dos autarcas locais fervilhavam. Depois da visita de um ministro do Estado ao Bairro das Machedes – já na altura degradado – voltaram os eleitos com promessas de recuperação do mesmo local.
Muitas primaveras depois voaram as promessas, esfumaram-se os políticos e o local, esse, continua o seu processo de degradação.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Votos de uma Santa Páscoa

Imagem de Nosso Senhor do Passos - TORTOSENDO

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Equipa de Honra do Unidos Futebol Clube

No baú das memórias surge a imagem da formação que a 8 de Maio de 1949 derrotou por um golo a zero o Unhais. Segundo algumas pesquisas, a presente imagem foi recolhida no campo daquela vila termal. Das 13 pessoas na foto, segue o nome de 11 jogadores: Graça, Farias, Pombo, Curto, Craveiro I, Craveiro III, Macedo, Simões, Cavaca, Costa e Agostinho.
Apenas para acrescentar que o clube, nos primeiros passos, tinha já 400 associados.

Subestação de Transformação do Tortosendo

Sabia que…
A Subestação de Transformação do Tortosendo custou 227 mil e 500 escudos? Pois é verdade. Uma portaria do Ministério das Finanças de 25 de Junho de 1948 aprovava um empréstimo de 8.100 contos, que serviu para a electrificação do concelho da Covilhã. A importância da nossa vila fica mais uma vez documentada por ter sido a única a acolher este tipo de subestação e devido à sua necessidade de energia, muito pelas fábricas de lanifícios, foi também instalado um transformador de 5000 KVA, que custou a módica quantia de 500 escudos.
Já agora, um dado curioso. Cem postos de cimento custava 50 escudos.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Banda do Tortosendo é a melhor do País

Aqui está mais uma prova de que as gentes da nossa terra conseguem ser as melhores nas mais diversas áreas. Os meus parabéns aos irmãos Matos, Miguel e Rui, ao Luís Fazendeiro, ao Bruno Aleixo e ao Daniel Lucas. Pela terceira vez consecutiva, a banda do Tortosendo foi considerada a melhor, a nível nacional, por uma das mais conceituadas revista da área. Os “Painted Black” vão agora apresentar o seu primeiro álbum e esperam ganhar novo fôlego.
Ler artigo aqui

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Tortosendenses dão vida a trabalhos com fósforos, madeira e xisto

O Centro Hospitalar Cova da Beira volta a receber uma exposição de artesanato da autoria de Carlos Cunha e António Reis. A mostra estará patente até dia 17 de Fevereiro, no átrio principal do Hospital Pêro da Covilhã.
Embora ambos residam no Tortosendo, foi através do Grupo de Voluntariado da Unidade de Tratamento e Alcoologia do Centro Hospitalar Cova da Beira, que Carlos Cunha e António Reis se conheceram. Estes dois tortosendenses travaram amizade e descobriram interesses partilhados. Segundo os próprios foi inclusive o apoio encontrado neste grupo, que aliado ao gosto pelo artesanato os ajudou a vencer o problema do álcool.
Ao reconhecer esta aptidão para a arte, Carlos Cunha montou a sua própria oficina junto à casa onde habita e onde juntamente com o amigo António Reis, se dedica à produção de réplicas de moradias, caravelas, fontes, parques e outros projectos elaborados a partir de fósforos queimados, pedaços de madeiras, areias, xisto etc.
A exposição apresenta mais de 20 peças originais, resultantes de um trabalho de minúcia e dedicação, que simbolizam para estes artesãos a conquista de uma nova etapa nas suas vidas. Carlos Cunha refere que “não há que ter receio de dar a cara e contar a nossa história, devemos demonstrar que é possível e viável deixar o álcool e ser-se feliz”. Mais que comercializar as obras, o propósito destes dois autodidactas é ver o seu trabalho reconhecido pelas pessoas.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

E também explicações de Português

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

TV Torto

As primeiras emissões online






















terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

“Os 100 anos da República e os 140 anos da Covilhã”

Mais uma vez as ruas do Tortosendo vão ser palco de um dos maiores desfiles de Carnaval da região. O externato de Nossa Senhora dos Remédios promove mais um desfile etno-cultural, desta vez, tendo como tema principal “Os 100 anos da República e os 140 anos da Covilhã”.
No próximo dia 14 de Fevereiro, pelas 15 horas, cerca de 600 figurantes vão preencher as ruas do Tortosendo com carros alegóricos, filarmónicas, grupos de bombos, Zés Pereiras, tunas e muito mais.
A escola pretende assim recriar o que foram o centenário da instauração da 1ª República, bem como os 140 anos da Cidade da Covilhã.

Unidos continua luta pelo título

Foi um fim-de-semana de “empate”. Duas formações do Unidos do Tortosendo disputaram partidas de basquetebol, nas suas categorias e conseguiram uma vitória e uma derrota.
O conjunto de jogos até começou da melhor forma para o clube tortosendense. A sua equipa sénior, na deslocação à Lousã conseguiu um bom resultado. Um jogo que contou para o Campeonato Nacional CNB2 e que resultou numa importante vitória para a formação do concelho da Covilhã.
A partida entre o Unidos e o Lousanense, que ocupa a quarta posição no Campeonato Nacional CNB2, começou de forma bem equilibrada. As duas formações entraram em campo de forma pouco ofensiva e os dois primeiros períodos foram bastante equilibrados. As equipas saíram para o descanso com apenas cinco pontos de diferença no marcador.
O intervalo parece ter surtido efeito no seio da formação do Unidos que voltou a jogo com mais garra. Um espírito mais atacante levou a que a equipa do Tortosendo conseguisse criar situações de maior perigo e ampliar a vantagem. A formação do Lousanense acabou por começar a dar algumas falhas na sua defesa e consentiu a vitória dos visitantes por 56-75.
Já no domingo, o jogo não correu da melhor forma para a formação de sub-16. Em visita ao Santarém Basket, os atletas do Unidos até começaram bem a partida. O jogo mostrou-se equilibrado com as equipas a não perderem muitos lances nem a permitirem grandes vantagens. Contudo, na segunda parte da partida, a equipa visitante acabou por começar a falhar, de forma sucessiva, o que foi bem aproveitado pela formação da casa. O Unidos saiu de Santarém com um resultado negativo de 49-31.
No próximo sábado, o pavilhão do Tortosendo será palco de um dos mais aguardados jogos do Campeonato Nacional CNB2. A formação beirã recebe a equipa do Conimbricense, actual líder do campeonato e um dos principais rivais do Unidos. A partida está marcada para as 21 horas de sábado, no pavilhão do Tortosendo.

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Muita neve, pouca actualidade

domingo, 20 de dezembro de 2009

Chegou o Inverno

O primeiro manto branco chegou com o Inverno.
Tortosendo, 20 de Dezembro de 2009

terça-feira, 1 de dezembro de 2009

Tortosendo Rock está de volta

“A Jigsaw” são os cabeças de cartaz do próximo Tortosendo Rock. A edição de 2009 deste evento musical vai repartir-se por dois dias. A 5 de Dezembro, o Salão Nobre do Unidos do Tortosendo acolhem “A Jigsaw” e “Cast”, num espectáculo que está agendado para as 22 horas.
Uma semana depois, dia 12 de Dezembro, a segunda sessão deste evento conta com os “Ianasonic” e os “Tree Valley”. Um espectáculo que irá também ter lugar no salão nobre, pelas 22 horas. Neste último dia do evento, haverá ainda um showcase acústico.
Esta edição do Tortosendo Rock “Sessions 09” contam também actividades alternativas. Para além dos espectáculos musicais, as duas livrarias da vila associam-se ao evento com a realização de uma feira do livro. A Livraria Central e a Livraria Sonipal promovem uma feira durante os dias 5 e 6 e também 12 e 13 de Dezembro. O evento conta com o apoio do Unidos do Tortosendo e da junta de freguesia local.

Unidos “arrasa” adversários

O resultado final de 77-15 expressa bem o que foi um jogo de basquetebol plenamente dominado pela equipa do Unidos do Tortosendo. No passado dia 28, a formação de sub-19 femininos defrontou a equipa do ABA.
A entrada em jogo foi vigorosa e no final do primeiro período, a formação da casa dominava já a partida com um total de 23 pontos, contra sete, das adversárias. A pressão foi uma constante neste jogo, com as atletas da casa a não deixarem muito espaço de manobra às adversárias.
Desde o início da partida que a equipa do Unidos conseguiu também evidenciar uma boa recuperação de bolas e concretização de jogadas. Ao ponto de, no melhor momento da partida, durante o terceiro período, a equipa da casa não ter sofrido um único ponto e ter conseguido marcar 15. No final, vitória de uma equipa que já demonstrou em diversos jogos ser capaz de renovar o título, com um resultado de 77-15.
No segundo jogo do dia, a formação de sub-16 masculinos voltou a conquistar mais uma vitorio para o clube tortosendense. O encontro que colocou o Unidos frente ao ABC não foi muito diferente do anterior. A estratégia de grande ataque, desde o primeiro minuto, voltou a aparecer e a formação da casa acabou o primeiro tempo com uma vantagem de 29 pontos (33-4). Até ao final do jogo, o cenário não mudou e o resultado final acabou por ser uma surpresa, com o Unidos a ganhar o ABC por 118-27. Uma diferença pouco vista neste tipo de partida e que veio premiar o jogo colectivo e a boa estruturação da equipa tortosendense.

domingo, 29 de novembro de 2009

É Natal, é Natal...